Uso do EPI na indústria: Importância e vantagens!

epi-na-industria

Desde os tempos mais remotos, a segurança sempre foi tema de debate na sociedade. Após a Revolução Industrial, mais precisamente nos últimos anos, o uso do EPI na indústria do aço vem ganhando cada vez mais força.

Entretanto, não é de hoje que os inúmeros estudos apontam para a necessidade da proteção dentro do trabalho. Para se ter uma ideia, no século XVI, quando a sociedade ainda não imaginava que entraria na Revolução Industrial, Paracelso – médico e físico – investigou algumas doenças ocupacionais com o intuito de descobrir e de demonstrar a necessidade de proteger o trabalhador.

Dessa maneira, naqueles longínquos anos recuados na nossa história, ele foi a primeira pessoa que discorreu sobre o tema, ou seja, trabalho e doença.

Um pouco mais à frente na história, o pai da Medicina do Trabalho, Bernardino Ramazzini, discorreu sobre os riscos que algumas profissões podem trazer para a saúde do trabalhador.

No começo do século XX, quando a sociedade passou a desenvolver os primeiros métodos de produção, o tema era pouco conhecido e difundido e, por essa razão, muitos eram os acidentes de trabalho que provocavam, inclusive, mortes.

Com o tempo e com o aperfeiçoamento tecnológico, o uso do EPI (Equipamento de Proteção Individual) veio crescendo ano a ano, mostrando a sua importância para a segurança do trabalhador.

É nesse sentido que praticamente todas as atividades que, de certa forma possam representar um determinado risco para o trabalhador, devem contar com o uso de EPIs para a prevenção de acidentes de trabalho. Dentre os inúmeros tipos de equipamentos, os mais comuns são:

  • Óculos;
  • Máscaras;
  • Capacetes;
  • Cintos de segurança;
  • Protetor auricular.

Em indústrias como a do aço, por exemplo, esses acessórios são fundamentais para garantir a segurança do trabalhador e uma maior produtividade do mesmo. Para saber mais sobre o assunto é só continuar a leitura.

A importância do EPI na indústria do aço

O Equipamento de Proteção Industrial é fundamental para garantir a segurança do trabalhador, reduzindo dessa maneira possíveis riscos à saúde. No Brasil, a norma NR6 determina o uso dos EPIs e diz que é de competência da empresa fornecê-los de forma gratuita para que o funcionário desenvolva suas atribuições.

Dessa maneira, cabe aos encarregados e gerentes de produção fiscalizar para garantir que todos os funcionários estejam fazendo o uso correto dos equipamentos de proteção.

Um dos fatores a ser enaltecido, é que, caso o equipamento seja perdido ou até mesmo danificado, cabe à empresa fazer a sua rápida reposição.

Outro detalhe não menos importante é que todos os equipamentos pessoais precisam ter um Certificado de Aprovação do órgão competente, garantindo assim que estejam em conformidade com as determinações do Ministério do Trabalho.

Vantagens do uso do EPI para os trabalhadores

As vantagens do uso do EPI para os trabalhadores são inúmeras, mas sem nenhuma dúvida todas levarão a uma vantagem central que é a proteção do trabalhador.

Dessa maneira, podemos dizer que, através do EPI, o trabalhador irá proteger a sua audição, visão, face e também, em casos mais específicos, proteger inclusive sua própria integridade física.

Existem casos de trabalhadores que, por descuido próprio ou por negligência da própria empresa, tiveram sua audição comprometida na velhice em virtude da exposição do ouvido sem o uso correto do protetor auricular.

É por essa razão que nos dias atuais o uso do EPI se tornou uma exigência.

Vantagens do uso do EPI para as empresas

Visto do lado da empresa, o uso do EPI traz inúmeras vantagens quando analisado pela ótica econômica, pois ao reduzir o número de acidentes a empresa economiza com auxílios e seguros acidentes.

Outro foco que não podemos deixar de falar é sobre a legislação trabalhista que exige a utilização do EPI, sendo que o descumprimento da norma acarreta em multas que muitas vezes podem ser bastante pesadas.

Além disso, a empresa consegue, além de gerar essas economias, ainda usar o marketing da redução do número de acidentes de trabalho ao seu favor.

O EPI na indústria do aço

Dentro da indústria do aço existem vários tipos de riscos físicos, como incêndios, altas temperaturas, exposição a ruídos, propensão ao desenvolvimento de doenças de pele e também respiratórias, entre outros.

Existem também, dentro das indústrias do setor, inúmeras possibilidades de acidentes que podem ser provocados por conta de peças soltas, uso errado de ferramentas, risco de contaminação por inalar diversos elementos nocivos à saúde, etc.

Dessa maneira, existem alguns EPIs que são essenciais e obrigatórios dentro de qualquer indústria metalúrgica, sendo eles:

  • Luvas de proteção desenvolvidas com material resistente ao fogo e a cortes;
  • Capacetes com jugular;
  • Protetores auriculares;
  • Óculos de proteção;
  • Macacão antichamas;
  • Calçados antiderrapantes.

Sempre lembrando que é obrigatoriedade da empresa o fornecimento de todos esses materiais, cabendo ao funcionário o uso correto e adequado de cada Equipamento de Proteção Individual.

Preservando a integridade física e a imagem da empresa

Pudemos verificar ao longo deste artigo a importância do uso dos EPIs na indústria do aço, como forma de garantir a integridade física do trabalhador, assim como a imagem da empresa.

Isso porque para o trabalhador é fundamental o uso dos equipamentos para evitar doenças piores, assim como acidentes que, em casos extremos, poderão inclusive levá-lo ao óbito.

Do ponto de vista da empresa, quando existem muitos acidentes de trabalho, a imagem dela acaba sendo comprometida. Afinal de contas, isso é realmente algo ruim.

Sendo assim, a empresa que tem muitos acidentes de trabalho pode ser mal vista pelas pessoas que deixam de consumir os seus produtos e também por colaboradores que evitam enviar os seus currículos para a empresa com medo de sofrerem acidentes de trabalho ou adquirirem alguma doença.

É nesse sentido que, após inúmeros estudos, os EPIs na indústria do aço se tornaram obrigatórios para preservar a integridade física do trabalhador e a imagem da empresa.

Quer descobrir técnicas infalíveis de negociação para compradores de aço? Então baixe agora mesmo o E-book Negociação para Compradores.

Share:

Deixe uma resposta