A importância do desenvolvimento de recursos humanos na metalúrgica

desenvolvimento-de-recursos-humanos-na-metalurgica-02

Em muitas empresas é possível verificar que o funcionamento operacional está seguindo como planejado, mas ainda assim, o gestor pode sentir que o treinamento e desenvolvimento de funcionários poderia ser de alguma forma melhorado, uma vez que um “algo mais” sempre parece estar faltando.

Um projeto levando mais tempo do que o comum para ser terminado ou as várias reuniões que se arrastam por horas sem que nada de concreto seja definido ou extraído dali, são alguns dos sinais que evidenciam que é preciso olhar com um pouco mais de atenção para o desenvolvimento de recursos humanos da metalúrgica.

Quando casos como os citados começam a ocorrer eles podem ser os primeiros indicadores de que a empresa pode estar trabalhando mais sem obter resultados melhores. Saber apenas isso não basta! É preciso analisar um pouco mais profundamente toda a estrutura de pessoal da organização para iniciar com as mudanças.

Está curioso para saber como fazer para aumentar a produtividade de sua empresa e desenvolver sua equipe? Continue a leitura e confira nossas dicas!

Como anda a produtividade na metalúrgica?

A primeira ação a ser tomada pelo gestor para o desenvolvimento de recursos humanos é procurar avaliar, de forma correta, a quantidade de horas que uma tarefa em específico leva para ser realizada.

Isso pode ser feito verificando como diferentes funcionários realizam uma mesma tarefa e depois, levantando-se uma média a partir dos dados obtidos.

Outra forma de analisar o desempenho de funcionários na metalúrgica é comparar aquilo que foi efetivamente realizado com aquilo que foi planejado.

Uma tarefa pode ser considerada como tendo um bom nível de produtividade ao apresentar um índice superior a 70% dentro daquilo que foi idealizado — tempo que levou para ser concluída.

Outro ponto que pode ser observado é o retrabalho das equipes. Se elas precisam refazer determinadas etapas com relativa frequência é porque algo não está dando certo.

Casos como os apontados podem ser resolvidos com algo mais simples do que a maioria dos gestores costumam imaginar. Por exemplo, investimentos em comunicação, tecnologia e automação além dos treinamentos e desenvolvimentos de pessoas na metalúrgica. Veja isso com mais atenção a seguir.

Como melhorar o treinamento e desenvolvimento de funcionários na metalúrgica?

Partindo das análises já mencionadas antes é possível determinar se o gestor precisa investir em formas de melhorar a produtividade dos funcionários. Mas, como fazer isso? Para responder a essa pergunta confira algumas dicas práticas:

·        Ter controle

Não é possível aumentar o rendimento de nenhum setor, sem que primeiro haja conhecimento sobre o que, de fato, está consumindo tempo.

Por isso, essa é uma etapa que precisa ser feita ainda na fase de avaliação. Depois, com as informações levantadas será mais fácil encontrar maneiras para que a equipe trabalhe de forma mais produtiva.

Uma maneira eficiente de obter essas informações é fazer o monitoramento da equipe ou setores que serão trabalhados. Vale ressaltar que em apenas um período é possível obter dados significativos.

·        Determinar metas

Se não há uma meta, um objetivo claro a ser alcançado, ninguém vai saber até onde precisa chegar. Como consequência, os funcionários dificilmente darão toda a atenção necessária à determinada atividade.

Uma dica para esse fim é usar as chamadas metas SMART que, traduzindo, são as iniciais para o processo de criação centrado em metas Específicas (Specific), Mensuráveis (Measurable), Atingíveis (Attainable), Realistas (Realistic) e Temporizáveis (Time-bound).

·        Ter foco

Um hábito comum em muitas metalúrgicas é a execução de um trabalho multitarefas. Em um primeiro momento essa ação pode parecer significar mais rendimento, mas no fundo não passa de uma ilusão.

Quando um funcionário inicia uma tarefa sem terminar outra, acumulando processos e execuções, a primeira coisa a ocorrer é a queda na qualidade das tarefas realizadas. Além disso, as chances de que erros sejam cometidos passam a ser maiores, assim como a possibilidade de um eventual retrabalho também cresce.

Não aceitar interrupções e focar apenas em uma tarefa de cada vez é fundamental para que toda a equipe desenvolva suas habilidades e aumente o senso de foco.

·        Ter treinamento

O treinamento e desenvolvimento de funcionários é um fator que está intimamente ligado com a questão do aumento de produtividade.

Partindo desse princípio, é uma ideia interessante reservar alguma verba financeira para que eles possam ser realizados, tanto de forma interna quanto externa.

Ter em mente que investir em capacitação hoje representa não gastar dinheiro no futuro é uma forma de ver esse processo como um investimento e não um gasto.

·        Melhorar a comunicação interna

Uma das coisas que mais atrapalham o desenvolvimento de funcionários em uma empresa são as barreiras de comunicação entre os setores que a compõe. Essa situação precisa de muito mais atenção especialmente quando envolve a relação entre o gestor e sua equipe.

Por exemplo, um gestor que não explica para que servirá determinado projeto ou não passa para sua equipe quais são as metas e os objetivos que deverão ser alcançados, com certeza estará contribuindo para que o grupo não aproveite os momentos de aumentar a produtividade.

Intranet, redes sociais da empresa, e-mails, murais de comunicação, aplicativos e etc são alguns exemplos de recursos úteis para começar a trabalhar esse cenário.

Outra dica que cabe nessa situação é definir um dia do mês ou da semana para a troca de ideias e acompanhamento das metas (ou definição delas).

A influência dos proprietários e dos gestores das metalúrgicas é enorme sobre os seus colaboradores. Isso é válido tanto para o aspecto positivo quanto para negativo. E isso deve ser usado em uma proposta essencial:

Trabalhar na mudança e reestruturação de todo o ecossistema da empresa, de forma que ele seja direcionado para a valorização das habilidades e competências, tanto da equipe quanto do indivíduo.

Somente observando esse ponto chave é que todas as dicas apontadas até aqui terão sentido e trarão resultados. De outra maneira, quando a empresa não passa por um processo de reavaliação própria dificilmente resultados eficientes e duradouros surgirão.

Então, gostou de saber um pouco mais sobre como trabalhar o treinamento e desenvolvimento de funcionário de uma metalúrgica? Aproveite e baixe nosso E-book!

Share:

Deixe uma resposta