Gargalo de produção: Conheça os seus efeitos e aprenda como evitar!

gargalos-de-producao

Estar à frente de uma empresa requer muitos cuidados e tratar dos gargalos de produção é uma das etapas fundamentais para que o negócio cresça.

Assunto extremamente importante, se você não sabe o que são os gargalos de produção é hora de entender o tema mais a fundo. Principalmente na indústria, ou seja, onde há processos produtivos eles são bastante comuns e prejudiciais.

Confira ao longo deste conteúdo a definição de gargalos de produção, quais os principais tipos e, principalmente, como evitá-los no dia a dia da empresa.

Não deixe que o negócio acumule prejuízos devido à formação desses gargalos. Corte-os agora mesmo e garanta qualidade e rentabilidade dentro do seu processo produtivo. Acompanhe!

O que é gargalo de produção?

Bem conhecidos no parque industrial, os gargalos de produção são as falhas, obstáculos e erros que acontecem ao longo do processo produtivo e que geralmente colocam em risco a qualidade do produto ou o desempenho da equipe, por exemplo.

Em outras palavras, esses gargalos prejudicam de alguma forma no andamento dos trabalhos, diminuem a lucratividade da empresa e também acabam por atrasar na entrega das mercadorias ao cliente final. Tudo extremamente prejudicial para o dia a dia da empresa.

Vale destacar, que nem sempre a indústria consegue precificar o tamanho do prejuízo dos gargalos de produção.  Entretanto, se estes fossem descritos numericamente, seria ainda mais evidente o quanto devem ser combatidos. Afinal, as perdas financeiras podem ser altíssimas!

Para as empresas que querem aumentar o volume dos negócios, a dica é avaliar minuciosamente todo o processo a fim de descobrir se neles existem gargalos. Caso existam, devem ser tratados para que seja possível aumentar o volume sem elevar os custos.

Os tipos mais comuns de gargalo de produção

Os gargalos de produção podem acontecer em diferentes momentos do seu sistema produtivo. Mas, assim como em outras áreas e processos, existem alguns momentos que são considerados como mais críticos, portanto, mais sujeitos para que esses erros ocorram.

Um exemplo claro de onde é possível encontrar gigantescos gargalos de produção é a entrada e a saída da fila produtiva. Atrasos no recebimento de matéria-prima podem causar graves problemas para a empresa, assim como não ter uma logística eficiente pode prejudicar a marca no estabelecimento de uma relação de confiança com o seu cliente final.

Outros gargalos acontecem pelo meio do processo produtivo. Pode dizer respeito ao maquinário, já que problemas que acontecem com as máquinas podem atrasar todo o planejamento do trabalho, ou até mesmo com a falta de mão de obra, como faltas e afastamentos por diferentes motivos.

Outros tipos comuns de gargalos de produção estão associados à matéria prima, falta de qualidade ou de disponibilidade na data desejada, ao meio ambiente e ao espaço de trabalho, entre muitos outros.

Como evitar e combater todos os gargalos?

1.   Encontre o problema!

Como você viu até aqui, é possível que os gargalos se formem em diferentes partes do processo produtivo sendo indiscutivelmente importante determinar com exatidão onde está o problema para apenas então começar a evitá-lo e combatê-lo.

Pense na cadeia produtiva de modo geral e depois vá delimitando até encontrar o problema. Onde ele está exatamente? O que tem acontecido e como este gargalo tem prejudicado o andamento das atividades do negócio?

Faça um estudo minucioso e destaque tudo que julgar necessário e após isso, dedique-se a pensar nas possíveis soluções para sanar os gargalos encontrados.

2.   Sempre invista na sua equipe de trabalho

Um ponto importante é que os gargalos de produção podem estar associados tanto a maquinários quanto a pessoas, aos profissionais que atuam no seu negócio. Por isso, é sempre válido investir na equipe de trabalho a fim de reduzir os prejuízos e erros diários.

A conscientização é importante dentro deste processo e deverá ter seu espaço. Quando o funcionário passa a entender, a se conscientizar da sua importância no processo produtivo, ele passa a combater ardentemente aos gargalos também.

Outro ponto importante: Invista em projetos que unam a equipe de trabalho. Divisões não são bem-vindas e se quer contribuem com a diminuição dos gargalos de produção.

1.   Faça o mapeamento dos processos

A empresa deve ter ainda todo o seu processo produtivo bem detalhado e mapeado para que consiga controlar melhor como anda cada etapa.

Sempre que o mapeamento for feito de modo adequado será evidente e simples acompanhar o desempenho das etapas produtivas. E, quando algum tipo de atraso acontecer, os responsáveis por este acompanhamento tomarão rapidamente ciência, podendo resolver os imprevistos e contornar os prejuízos.

A análise do mapeamento existente permitirá que a empresa crie novos planos que possam ser usados para melhorar os processos.

2.   Crie ações corretivas eficazes

Depois de conferir quais são os gargalos de produção existentes na empresa e no processo produtivo, é hora de criar ações corretivas para saná-las.

Por exemplo, se você averiguou que o problema está na entrada da produção, devido ao atraso na entrega da matéria prima, é hora de tratar de perto com os seus fornecedores a fim de traçar estratégias para que este tipo de coisa não aconteça mais.

Interligue a comunicação entre os setores, traga os fornecedores para mais perto do seu processo produtivo e pronto! Também tenha o mesmo posicionamento em outros gargalos.

3.   Sempre mensure as ações

Além de implementar as suas ações e estratégias, é indispensável ainda acompanhar de perto quais são os resultados obtidos através delas. Os gargalos de produção estão sendo realmente diminuídos? Eles deixaram de existir graças a suas ações?

A mensuração é uma etapa importantíssima deste processo, pois afirma se suas ações estão alcançando o objetivo que, em resumo, é melhorar justamente o andamento dos trabalhos no seu processo produtivo!

Não mensurar as ações corretivas é investir em uma melhoria sem poder avaliar se ela realmente aconteceu. Simplesmente não vale a pena.

Evitar os gargalos de produção é indispensável para ver a empresa crescer. E, agora que você já sabe o que eles são, é hora de colocar em prática os passos indicados para evitar que esses erros aconteçam. Aproveite para conferir outras publicações como esta e se inscreva agora mesmo para receber nossa Newsletter.

Share:

Deixe uma resposta