7 erros no planejamento da produção e como combatê-los!

Expedição de chapas grossa - Usina de Ipatinga

Planejamento da produção: Você sabe o que é e por que este conceito é tão importante para que a sua indústria nunca pare de produzir de modo eficiente e adequado às necessidades atuais?

Entendida como a área que cuida e administra a ligação existente entre o suprimento e a demanda, o planejamento da produção é justamente o meio pelo qual se garante que o processo produtivo da empresa não seja interrompido sem a devida previsão para isso.

Podendo ser feito para curto, médio e longo prazo, esse cuidado deve ser acompanhado de perto por um bom profissional da área a fim de que se garanta que nenhum imprevisto venha a atrapalhar o funcionamento do setor produtivo.

Entenda neste post como priorizar o planejamento da produção investindo corretamente em medidas que combatem os erros mais comuns deste meio. Veja a seguir quais são eles!

Expedição de chapas grossa - Usina de Ipatinga
Expedição de chapas grossa – Usina de Ipatinga

1.  Fabricação menor do que o necessário

Um erro bastante recorrente e comum no planejamento da produção é a fabricação de produtos em menor quantidade do que o setor de vendas gostaria de ver e isso porque diariamente os vendedores acabam perdendo vendas, e até mesmo clientes, por não terem o produto certo, na hora certa!

Se sua empresa trabalha com um sistema ERP organizado e dinâmico, pode ser que sua equipe já esteja contabilizando todas essas perdas. Cada contato feito em busca de um produto que não está disponível deve ser anotado para posteriores mensurações, preze por isso!

Repare, a partir desses números, quais estão sendo as perdas e considere alterar o planejamento da produção para que venha a suprir melhor as necessidades do seu cliente.

2.  Atraso na fabricação de produtos

Outro erro comum no planejamento da produção é não atentar-se aos prazos causando, desta forma, atraso e estoque vazio que pode levar a empresa a perder vendas e clientes também.

Aliás, por falar na perda de clientes, uma vez que o consumidor não encontre aquilo de que precisa na sua empresa, ele irá até a sua concorrente podendo nela permanecer dali por diante devido às suas iniciativas de fidelização e encantamento. Não dá para correr esse risco!

Portanto, se determinado produto deve começar a ser fabricado hoje, não inicie este processo amanhã ou depois uma vez que evidentemente tal atraso causará problemas e prejuízos.

3.  Fabricação acelerada e antecipada demais

Antevendo os erros comuns que foram citados anteriormente, algumas indústrias acabam investindo pesado na fabricação a fim de que o estoque nunca fique indisponível para os seus clientes. Entretanto, acelerar e antecipar demais esse processo também não é exatamente a melhor alternativa.

Tratando-se de qualquer produção, muito ou pouco são equivalentes na geração de prejuízos!

Assim, se a sua empresa está fabricando demais ela está sujeita a ficar com menos capital disponível para investimentos, está mais propensa a ter produtos “encalhados” e até mesmo vencidos – dependendo do ramo – entre outros muitos custos.

4.  Atraso na compra de materiais

Falar em planejamento significa estar sempre com papel e lápis nas mãos além de um relógio bem do seu lado afinal, é necessário investir na precisão para que tudo dê certo! Uma vez que uma simples ordem de compra atrase para sair da sua empresa, a cascata de problemas será grande e com certeza você não quer isso, não é mesmo?

Fazer a compra no momento exato significa antever quando o seu estoque começará a entrar no vermelho, a fim de que neste exato momento já seja providenciada a reposição necessária para que o processo produtivo não pare.

Você pode se basear pela metodologia Kanban – que trabalha com cartões de sinalização, por exemplo – ou ainda investir em softwares que lhe avisem da necessidade de uma nova compra. O importante mesmo é sempre ter o material quando preciso!

5.  Estoque de matéria-prima falho

Outro ponto indispensavelmente importante de ser trabalhado no planejamento da produção é a compra de matéria-prima, que será utilizada no processo produtivo do seu produto e essa é uma matemática bastante simples.

Se você compra uma quantidade menor do que a necessária, é claro que o seu processo de produção será consequentemente falho! Por isso, toda atenção é pouca por aqui!

Planeje em detalhes todo o material que deve ser comprado a fim de que o estoque mantenha-se sempre saudável e apto a oferecer tudo àquilo de que o setor operacional precisa e diminua as recorrências que causam estagnação e paradas da sua linha produtiva.

6.  Estoque excessivo de matérias-primas

No extremo oposto do erro de número 5, existem empresas pecando por comprar matéria-prima demais para a sua linha de produção. Os prejuízos também são muitos e, por vezes, altos caso existam matérias com prazo de validade, por exemplo.

O espaço ocupado também é um ponto completamente desfavorável à empresa que acaba tendo mais gastos para manter um estoque que é excessivo e dispensável.

A probabilidade de perder parte do investimento sempre existe uma vez que nestes casos a empresa acaba solidificando parte do seu capital – que poderia ser usado em outras áreas e investimentos – ali, dentro de um galpão.

7.  Equipe despreparada ou ineficiente para atender a demanda

Por fim, não menos importante, outro erro no planejamento da produção é não dar a devida importância ao capital humano que está sendo empregado neste setor. A equipe está preparada e sabe o que, quando e como fazer cada coisa?

Por mais que seu processo seja majoritariamente mecanizado, existem algumas peças indispensáveis por trás dos botões, não é mesmo? E este é o seu colaborador!

Quanto mais treinado, engajado e motivado ele estiver, melhores serão os resultados do seu processo de produção que apresentará um alto padrão de qualidade além de um índice muito menor de defeitos, erros e rejeições. Vale a pena investir para diminuir os erros!

Como você pode ver, são muitos e bastante comuns os erros a que as empresas – principalmente indústrias – estão sujeitas cotidianamente. Ter um bom e eficiente planejamento da produção é apenas o pontapé inicial para acumular melhores resultados, ainda assim, sem ele são poucas as chances de se conquistar sucesso e bons números.

É necessário investir! Reparar em cada um dos erros que foram citados, antevendo cuidados e meios para evitá-los é a melhor forma de acumular bons resultados ao invés de prejuízos.

Gostou deste conteúdo e o achou interessante para um eficiente planejamento da produção? Então aproveite para deixar o seu comentário! Conte quais são os problemas recorrentes no seu processo produtivo e aproveite para trocar experiência com outros leitores! E se quiser solicitar um orçamento, clique aqui que você será direcionado a nossa página de solicitação de orçamentos!

Share:

Deixe uma resposta